Como usar o Facebook para atrair clientes para meu escritório de advocacia?

O maior desafio para o advogado ou escritório de advocacia que está começando é atrair clientes para o seu negócio. Muitos acham que é caro investir em publicidade, outros não se arriscam com medo de ferir o Código de Ética e Disciplina da OAB.

A verdade é que hoje custa muito barato para fazer uma divulgação bacana do seu negócio. E é essa divulgação que fará você se destacar diante de outros bons advogados.

No meio de tantas redes sociais que podem ser usadas como canal de marketing, fica até difícil escolher em quais marcar presença, exceto por uma: o Facebook. Você já usa o Face como estratégia de divulgação do seu escritório de advocacia?

Se você continua lendo este post, é sinal de que sabe da importância do Facebook para o seu negócio. As redes sociais são parte fundamental de uma estratégia digital de sucesso, na qual o escritório de advocacia é capaz de conversar e de se aproximar do seu público de forma natural.

Por que usar o Facebook no seu negócio?

A fama do Facebook é tão grande que já rendeu até filme em Hollywood. Mas será que toda essa popularidade se traduz em números concretos para um advogado? A resposta, no geral, é positiva.

A importância do Facebook pode ser demonstrada em números concretos. Para se ter uma ideia: só no Brasil, há 127 milhões de usuários mensais. Desse total, 90% acessa a rede de dispositivos móveis, com destaque especial para os smatphones. Se antes eram artigos de luxo, hoje qualquer pessoa consegue ter um celular multifuncional com internet e pacote de dados que permitem navegação de qualquer lugar.

O Facebook é a maior rede social do mundo

Voltado ao Facebook, a rede dá uma atenção toda especial para o nosso Brasil, já que estamos entre os cinco principais países que acessam a rede. Se considerarmos que o Brasil tem 209 milhões de habitantes, podemos dizer que mais de 65% dos brasileiros estão conectados na rede.

Logo, salvo raríssimas exceções, o seu cliente provavelmente está neste momento lendo alguma notícia, assistindo a algum vídeo ou comentando na foto de um amigo. Por que não aproveitar esse momento de relaxamento para oferecer aquele serviço que ele tanto precisa?

Meu cliente está no Facebook?

Certamente que sim. Em todos os meus anos de experiência com marketing para advogados, jamais deixei de indicar a rede para alguém. E olha que vários clientes já tentaram me dissuadir da ideia. Como o público é bem variado, você poderá atingir desde pessoas humildes até megaempresários, desde que desenvolva uma boa estratégia segmentada.

Até em casos bem específicos, como um advogado que atendia a conflitos fundiários, o Facebook tem poder de penetração. Ele me disse: “meu cliente é da roça, não usa redes sociais”. Aí eu perguntei quem fechou o contrato com ele e descobri que foi a filha dele que – pasmem – têm, sim, Facebook. Ou seja, o cliente até poderia não ter afinidade com o ambiente digital, mas a filha dele tinha e poderia ter sido alvo da nossa campanha de marketing jurídico.

O advogado deve entregar exatamente o conteúdo que o cliente precisa no momento.

Em determinados casos, o Facebook pode não ser a nossa plataforma principal, mas ele sempre estará dentro da estratégia de marketing digital.

Aproveite e confira também este post: 7 dicas de marketing para conquistar mais clientes para seu escritório de advocacia

Conversando com o meu cliente pelo Face

Além de servir para divulgar seus conteúdos relevantes, o Facebook é também uma forma eficaz de comunicação. Ele permite que você troque mensagens diretas com seus clientes, esclareça dúvidas e apareça para eles de uma forma bem natural.

É um canal de comunicação mais rápido, menos custoso e mais flexível do que o telefone, já que permite a leitura de mensagens no momento oportuno. Você não precisa ficar pendurado por horas no telefone tentando falar com o cliente, basta mandar a mensagem por lá e se certificar de que ela foi lida.

Há escritórios maiores que estão investindo em robôs e atendimento automatizado via chat no Facebook. Já é possível agendar horários, consultar processos, enviar dúvidas, entre outras finalidades por meio da rede. Isso dá mais comodidade e reflete em satisfação do cliente.

Mas tome cuidado: tente sempre responder a todos. Deixar usuários sem resposta pode ter o efeito contrário ao produzido. Se não tem condições de tirar a dúvida pela rede, deixe um telefone de contato e peça para entrar em contato. Dê às redes sociais a mesma atenção que daria a alguém que bate à porta do seu escritório de advocacia.

O poder da segmentação da rede

Como mencionei logo acima, uma das vantagens do Facebook é que ele permite segmentar o público, ou seja, definir exatamente quem terá acesso ao seu conteúdo. Logo, você não precisará atuar como a Rede Globo e entregar conteúdos muito generalistas.

Se você só trabalha com advocacia para empresas de Brasília, vamos focar nesse público, buscando atingir principalmente aquelas pessoas que possuem poder de decisão. Existe a possibilidade de dividir o público por idade, cargos, região geográfica (estado, cidade e até CEP), interesses, páginas curtidas, hábitos de consumo, entre outras. Como você tem muita gente conectada, há uma elevada probabilidade de conseguir falar diretamente com aquela pessoa que está precisando de um advogado naquele momento.

Segmentar o público ajuda a levar seu conteúdo somente para interessados.

Resultados efetivos do Facebook

A parte mais complexa de se usar a rede é mensurar os resultados. Isso porque será necessário cruzar dados e conversar com o cliente para saber de onde ele veio. Será que ele o contratou por indicação de parentes? Quem sabe, ele tenha visto sua página na timeline de um amigo? Ou ele viu um vídeo seu no Youtube e se interessou? Ou será que ele já leu alguma reportagem sobre sua atuação como advogado e resolveu procurá-lo?

Talvez ele possa ter visto justamente aquela postagem que se comunicava diretamente com ele, dando uma solução para o problema que o atormentava. Você só saberá disso se conseguir extrair essa informação preciosa, cruzando os dados com os ofertados pelo Facebook.

Ora, se estou impulsionando uma publicação que foi vista por 30 mil pessoas e não tive sequer um telefone, então há algo errado. Pode ser a estratégia, podem ser os posts, a segmentação do público, uma avaliação ruim ou outro fator. Mas algo precisa ser feito, porque certamente não é uma falha da rede em si.

Gráficos e muitas informações oferecidas podem confundir o usuário do Facebook

Cliente x fortalecimento da marca no Facebook

Nem sempre você vai conseguir atrair clientes diretamente pelo Facebook. “Mas porque então estou perdendo tempo com essa rede?”. Por um fator chamado fortalecimento da marca. Nem toda estratégia de Facebook envolve conversões diretas de venda, ou seja, não é todo mundo que segue sua página que vai virar cliente.

Mas ter uma presença online forte pode ser um fator decisivo para aquela pessoa se tornar cliente um dia. Ou um amigo dela, talvez um parente próximo. Em algum momento ela vai lembrar que já assistiu ao seu vídeo e gostou. Se ela estava na dúvida entre você e seu concorrente, mas viu que você domina o assunto, provavelmente ela vai escolher você.

Além disso, possuir uma página no Facebook também dá um toque especial de profissionalismo e seriedade ao seu negócio. Dependendo do seu alcance, pode até ser a porta de entrada para uma entrevista para algum jornalista que viu a sua especialização por intermédio daquela matéria do seu blog que foi reproduzida no Face.

Quem não é visto, não é lembrado. E, tendo uma página no Facebook, o advogado será sempre visto e lembrado.

Conclusão

Se você chegou até aqui, significa que realmente concorda comigo sobre o poder do Facebook em uma estratégia de marketing voltada para advogados ou escritórios de advocacia.

O que é mais importante é você manter e alimentar com relativa frequência uma página no Facebook. Pode ser do seu escritório ou pessoal, mas é importante ter uma cadência. Não importa se será um post semanal ou 10 diários, o fundamental é marcar presença sempre.

Agora que você já sabe como usar o Facebook para atrair clientes para seu escritório de advocacia, que tal me seguir nas redes sociais?

Facebook

LinkedIn

Siga-nos e curta nossas postagens:

About Alveni Lisboa

Jornalista, especialista em marketing digital e SEO expert. Criador e redator do site Marketing para Advogados. Trabalha com comunicação voltada para escritórios de advocacia há 7 anos. Atua como consultor em Comunicação, redator SEO, gestor de sites e criador de conteúdo para mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *